Oficina gratuita Descobrindo o Teatro – Para Iniciantes

16 novembro 2019 artes | cidadania | educação

Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Tirolez e Canto Cidadão apresentam:

Como combinado, estamos aqui com a Lista de Convidados(as) da oficina! Logo após a lista, você pode encontrar todas as informações sobre o conteúdo da oficina, data, horário e mais.

Lista de Convidados(as):

Adriana Cassetari Faria Gonçalves
Alexandre Tamagnini Montibeller
Aline Gomes da Silva
Amanda Braga Mancini
Andrea Guimarães Pereira
Ariane Galindo
Barbara Maria de Menezes Almeida
Brenda Freitas de Araujo
Bruno Silva Santos
Cicera Raniele de Souza
Diego Siqueira Amorim
Edelvira Maria de Azevedo Sanchez
Edvaldo Cardoso da Silva
Enrico Sposito Mistero
Fabiana Fernandes
Fabíola Amorim
Gabriel Barbieri Rufini
Greice Botechia
Isabella Milena Nascimento da Cunha
Isabelle Monik de Andrade Soares
Jonas Pereira Veras 
José Brendo Alves de Lima
Karoline Paula da Silva
Kelly Oliveira Quirino
Mariana Gomes
Michele Silva Farias
Nataly Elias Ferreira
Paulo Henrique Guimarães dos Santos
Pietra Moysés de Carvalho
Priscila Marques da Costa
Rafael Taboranski Silva
Regina Celia Vieira Taba
Renato Felix Duarte
Rocío del Carmen Avendaño Vásquez
Samantha de Lima Eler
Sandra Regina Franco Vicente
Solange Fonseca Santos
Solimar Garcia
Thaís Paes
Walter Veloso Brga

Descobrindo o Teatro – Para Iniciantes, oficina gratuita
com Heidi Monezzi e Rodrigo Martim

Sinopse:

A missão da oficina é oferecer um espaço de experimentação de possibilidades humanas por meio da arte. Os exercícios não visam a exposição ou avaliação dos participantes, de forma que todos se sentirão seguros e confortáveis para jogar e improvisar. Uma oficina para entrar em contato com o que é anterior a qualquer técnica de expressão oral ou corporal: o jogo, no qual ninguém ganha e ninguém perde. Em um ambiente descontraído e repleto de generosidade, os participantes se divertirão e se redescobrirão como seres sensíveis e potentes. Exatamente por essa característica a oficina é indicada a todas as pessoas que querem exercitar, por meio da arte teatral, a superação da timidez no contato com outras pessoas. Outras competências que serão provocadas e convidadas a jogar: cooperação, criatividade e improviso.

A oficina deseja ainda contribuir para que os participantes ampliem seus horizontes profissionais e pessoais, lidem melhor com dificuldades, fragilidades e desejem transformar a si mesmo e ao mundo por meio da arte. O teatro, crê a proponente, pode mostrar recursos e pistas para se encontrar e se expressar esse estado desperto, disponível, prazeroso. A linguagem e a filosofia teatrais serão apresentadas, portanto, menos como técnicas profissionais e mais como ingredientes para a transformação do indivíduo, por meio de jogos, dinâmicas, vivências e conceitos.

Local, carga-horária, datas e horários

  • Na sede do Canto Cidadão: Rua Galeno de Almeida, 557 – Cerqueira César – São Paulo-SP (a 10 minutos a pé da estação Sumaré do Metrô).
  • 18 (dezoito) horas divididas em quatro (4) encontros de 4,5 horas, cada.
  • 16/11 e 30/11, 7/12 e 14/12, das 9h às 13h30

Perfil do público
A oficina é destinada a interessados em geral com idade superior a 16 anos. O curso não é destinado a profissionais do teatro, mas, sim, a estudantes e demais interessados em conhecer mais e melhor o universo teatral, especificamente o universo do ator/atriz.

Processo de seleção
Cada turma terá um limite de 30 inscritos. Caso o número de interessados seja maior que o número de vagas, será realizado um sorteio de 30 nomes. Os demais interessados ficarão em uma lista de espera, sendo convidados à participação caso um ou mais sorteados originalmente faltem às duas primeiras aulas.

Objetivos gerais

  • Aproximação conceitual e prática com o universo teatral;
  • Exercício da empatia e cooperação;
  • Valorização das relações coletivas;
  • Estímulo ao potencial criativo;
  • Ampliação das noções de habilidades corporais e vocais;
  • Estímulo à criatividade e imaginação;
  • Prática do teatro como caminho para expressão individual e coletiva.

Conteúdo programático

  • Expressão Corporal;
  • Postura e equilíbrio;
  • Espaço cênico e ritmo;
  • Expressão Vocal;
  • Improvisação Teatral;
  • Concentração
  • Jogo de cena;
  • Composição de Cenas;
  • Relação Palco e público.

Informações essenciais

Valor de investimento

A oficina é GRATUITA, como parte do processo de democratização do acesso à cultura.

Número de vagas disponíveis

30 vagas.

Processo de inscrição

A inscrição se dará via formulário eletrônico.

A inscrição deve ser feita até 13/11/2019. Nesse mesmo dia, após 13h, caso o número de inscritos seja maior que o número de vagas, faremos um sorteio. Ainda no dia 13/11/2019, divulgaremos a lista de sorteados para o evento. Caso exista alguma desistência, a ordem da lista será respeitada para convocações complementares (sortearemos uma quantidade adicional, para essa possibilidade de desistência).

ATENÇÃO: A lista de convidados(as) para o evento será divulgada aqui, nesta mesma página, no dia 13/11/2019.

Sobre os Facilitadores

Rodrigo Martim

Rodrigo Martim, ator, formado pelo SENAC em 2012. Trabalhou com vários grupos de teatro em São Paulo atuando como ator, produtor, cenotécnico, assistente de direção, etc. Ministra oficinas de teatro desde 2015 e desde 2016 dá aulas de dublagem na Dubrasil central de Dublagem. Parceiro do Canto Cidadão desde 2013, atuando em diversos projetos da ONG.

Heidi Monezzi

Heidi Monezzi é atriz, cantora e narradora de histórias. Possui Bacharelado em Artes Cênicas (2004) pela Universidade Estadual de Campinas – Unicamp. Como atriz, atuou nos espetáculos: Acusação a uma atriz, com a MiniCia Teatro (2016-2013); Fósforos, Nuvens e Passarinhos, com o grupo Teatro da Travessia (2017/2016), direção de Simone Grande;  Uma Jornada de João e Maria (2018-2012), com o grupo de Teatro Nóis na Mala; Tiburcia (2016), Nada e Aquele Azul e Bobarella, pela ONG Canto Cidadão; Cadê meu Nariz? (2014), com a Cia OqueDeque; Pra Onde Vão as Bolinhas de Sabão (2014-2013), com o grupo ONG Canto Cidadão,, Dias Raros, com o grupo Teatro da Travessia (2013), direção de Luiz Fernando Marques; Melhor não Incomodá-la (2008-2010) e Abaixo das Canelas (2006-2008), ambos com a MiniCia Teatro. Integrou o espetáculo Galvez, Imperador do Acre (2005), adaptação do livro homônimo de Márcio de Souza, direção de Marcio Aurélio, pela Cia. Lês Commediens Tropicales; As Feiticeiras de Salém (2003_2004) e Terror e Miséria no III Reich, de Brecht, ambos dirigidos por Marcelo Lazzaratto; A Lição (2002), de Eugène Ionesco, dirigido de Matteo Bonfitto. Como narradora de histórias fez a Pós-Graduação Lato Sensu “A Arte de Contar Histórias – Abordagens poética, literária e performática” e se apresentou na Casa da História, das Meninas do Conto, em escolas, bibliotecas, Sescs, 12° Viagem Literária,  Feconthi – Festival de Narração de Histórias de Balneário Camboriú  e Festival Nacional de Narração de Histórias de Curitiba

Veja outros eventos